top of page
Image by Andrew Neel

ENSAIOS

de escrita, culinária, economia e finanças, bem-estar e reflexões sobre parentalidade

  • Foto do escritorJuliana Machado

Parei um instante

Atualizado: 14 de dez. de 2022

Sobre a importância de parar, pensar e espiar da varanda.


Hoje eu ia fazer teletrabalho e você sabe como é teletrabalho: tem que organizar e concentrar, se não não tem vantagem não. Sentei e me arrumei no sofá, porque só naquele cantinho o meu barrigão de 7masparece10 meses me permite ficar um pouco confortável. Já estava com minha água, pendrive, celular, petiscos. Tudo pronto. Comecei.


Fiz 1 processo, 2, 3. Ouvi uma música tocando lá fora, dessas típicas de academia, bem animadas e horríveis. Fingi que não era comigo. Fiz o 4º processo, de olho na meta de 20. O 5 saiu com dificuldade, resolvi escolher uns mais fáceis. Veio o 6 e o que parecia fácil foi ficando difícil. Era o diacho da música. Aumentaram o volume, danados! Onde pensam que estão? O 7 saiu sofrido.


Me levantei aborrecida na direção do interfone. Ia reclamar, não era possível tanto barulho numa área residencial. Já me viu braba? Pois é, não queira. Não fico bonita. Parei um instante, pensei e fui olhar da varanda. Queria reclamar com propriedade. Tinha argumentos e ofensas na ponta da língua, mas queria estar preparada.


Vi uns 20 velhinhos na quadra esportiva. Cada um com um cabo de vassoura na mão. Alegres, riam e conversavam. Subitamente lembrei que fomos avisados que iniciariam a oferta de aula de ginástica para os idosos, gratuita.


Foto em agosto de 2021

Eles estavam muito animados mesmo. Mas como são descoordenados, meu Deus! Cadê a sincronia? Alguém socorre aquele velhinho que está quase caindo com o cabo na mão e vai bater no outro? Aproveita e avisa a senhorinha ao lado que esse exercício já passou faz bons minutos? E alguém reparou que aquela velhinha nem está fazendo nada, só papeando? E será que passaram protetor solar? Não é porque são velhinhos que não necessitam. Esse sol massacra os desavisados. E água, gente, será que se hidrataram?


Aí agora eu já estava era preocupada com os velhinhos, mas eles nem pareciam se importar comigo olhando.


Cinco minutos se passaram e eu ainda estava me divertindo olhando, já na torcida quando acertavam 3 passos em sequência. Se minha mãe morasse aqui, estaria com aquela turma. Certeza. Mas ela ia arrasar na coordenação motora. Ela é fitness, bem diferente da filha. Tenho que lembrar de parabenizar o síndico pela proposta. Que manhã alegre! E eu que ia interfonar para reclamar, ora vejam só, assisti quase tudo e adorei o programa.


Mas agora que a aula acabou vou ali me concentrar pra trabalhar de novo. Sabe como é teletrabalho - muita concentração e organização e eu já estou uns vários minutos atrasada.


-----

Obs. 1: Texto escrito antes da quarentena, mas foto tirada na quarentena. Vejo avanços!

Obs. 2.: Quando você se aborrecer e pensar em ir ao interfone da sua vida reclamar, para um pouquinho, pensa um pouquinho, e dá uma olhada na sua varanda. Quem sabe ela não guarda uma grata surpresa, como meus 20 velhinhos?

19 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Tanto faz

コメント


コメント機能がオフになっています。
bottom of page